Últimas notícias

FOZ DO IGUAÇU te espera - IFC 2021 de 24 a 26 de novembro

15/06/2021 15:53:09
FOZ DO IGUAÇU te espera - IFC 2021 de 24 a 26 de novembro

Retomando a agenda de evento do setor o IFC 2021, que será realizado de 24 a 26 de novembro em Foz do Iguaçu será vitrine de lançamentos, negócios e muito conhecimento, com mostra de trabalhos científicos e a feira FISH Expo Brasil que vai reunir empresas das mais diversas áreas como nutrição, sanidade e manejo.

Altemir Gregolin, Ex. Ministro da Pesca e Presidente do IFC Brasil destaca “É um evento de debates, análise de tendências, geração de conhecimento, construção de pautas comuns e realização de negócios em uma atividade em plena expansão no país. O Brasil é um dos países com o maior potencial de produção de pescados do mundo, cresce de forma sustentável, especialmente na aquicultura, que vive uma “Nova Era” e atrai cada vez mais investimentos, agora também de grandes players do setor de carnes”.

O IFC 2021 trará grandes novidades, serão 3 dias de palestra e feira com 2 Pré-Congressos, um tratando da Indústria de Processamento de Pescados e outro de Políticas Públicas “Teremos mais que o dobro de estandes da edição anterior para a feira de negócios, com a participação de empresas de todos os segmentos da cadeia, um congresso com forte participação de congressistas de renome nacional e internacional dos 4 continentes e uma série de eventos dentro do evento” complementa Eliana Panty – Diretora Executiva do IFC Brasil. As empresas interessadas em participar do III International Fish Congress & Fish Expo, podem garantir o estande através do telefone (48) 999804920 ou panty@ifcbrasil.com.br.

IFC Brasil Digital 2020 promoveu o setor de pescados com evento inovador

IFC Brasil Digital 2020 reuniu players do pescado em evento inovador e 32 palestrantes de 14 países. Evento foi transmitido a partir de estúdio em Foz do Iguaçu, Paraná. O II International Fish Congress, “Das águas à mesa do consumidor”, se tornou o maior evento brasileiro do setor de pesca e aquicultura com a realização da ultima edição em ambiente hibrido, de 01 a 03 de dezembro. Mais de 5.500 visualizações na plataforma que abrigou ainda a Fish Expo Digital , feira com estandes digitais e interativos .

Para a abertura oficial, o International recebeu mensagens remotas do Governador do Paraná, Carlos Roberto Massa Júnior, da Ministra da Agricultura Tereza Cristina e do presidente Jair Bolsonaro. O Secretário da Agricultura do Paraná, Norberto Anacleto Ortigara, participou remotamente do evento, bem como o Diretor Técnico Sebrae, Bruno Quick e o Deputado Federal Luis Nishimori.

O evento híbrido contou ainda com a participação presencial de Eduardo Lobo, Presidente da Câmara Setorial do Pescado MAPA e Secretario da Pesca Jorge Seif Júnior. O presidente do IFC Brasil, ex-ministro da pesca, Altemir Gregolin abriu oficialmente o evento. Ele agradeceu os participantes, patrocinadores e apoiadores, fundamentais para a realização do evento. “O IFC é uma inovação, e nós apostamos em realizar a segunda edição neste momento porque acreditamos no potencial do Brasil, no setor de pesca e aquicultura, e no processo de desenvolvimento que vem acontecendo”.

Programação científica 2020

A palestra de Audun Lem, vice-diretor de pesca da FAO Itália, abriu a programação científica do II International Fish Congress. Lem falou sobre as mudanças na dinâmica socioeconômica e de mercado a nível global e as transformações que se impõe à cadeia produtiva do pescado.

Segundo Lem, 37% da produção mundial de pescados é exportada. China, Vietnã, Estados Unidos e Chile são os maiores exportadores. O setor de pescados, a nível mundial, é um gerador muito grande de emprego, com mais de 60 milhões de pessoas. “Mais de 90% da produção em pequena escala está em países em desenvolvimento”.

Em seguida, Marcos Jank, professor do Insper falou sobre as “Exportações do agronegócio do Brasil cresceram em países emergentes”. Segundo ele, a Ásia é o grande destino e o Brasil tem plenas condições de inserir-se no mercado mundial de pescados. As importações de pescados são maiores que as exportações. “Temos que virar esse jogo, estamos crescendo 7% ao ano, mas temos que dar um salto nas exportações”. Jank listou o que o setor de pescados deve aprender com outros setores: competitividade e sustentabilidade, trabalhar a abertura de mercados e integrar a cadeia produtiva, construindo relações contratuais. “O que tem que fazer é uma coisa só, se organizar melhor e olhar no longo prazo para se consolidar como um grande exportador de pescados”.

O painel seguinte analisou o momento atual do mercado, as perspectivas e os desafios da cadeia produtiva de pescados com Nicolas Landolt, CEO da Empresa Tilabrás, Thiago de Luca, Diretor comercial da Frescatto Company e Vicente Criscio, CEO da Empresa GeneSeas.

Eduardo Lobo, presidente da Câmara Setorial de Produção e Indústria de Pescado e Jorge Seif Júnior, Secretário de Aquicultura e Pesca do Mapa integraram o Painel “Pescado em análise: A competitividade da indústria brasileira de pescados e as estratégias para sua consolidação”. Os painelistas destacaram as ações governamentais para fortalecimento do setor, além do papel da indústria neste mercado a ser desbravado.

Roberto Butragueño, diretor da Nielsen Media Research, empresa global de informação, falou sobre o Mercado Interno de pescados: Evolução do consumo, perfil do consumidor, ações e estratégias para elevar o consumo no Brasil. “O consumidor percebeu que cozinhar é mais saudável e acredito que essa tendência veio para ficar. A praticidade do filé de tilápia está mudando conceito que as pessoas têm dos pescados”.

Francisco Medeiros, presidente executivo da Peixe BR e Meg Felippe, médica veterinária especialista em pescados no varejo foram os debatedores. “Um dos grandes desafios da cadeia de pescados é aprender a se comunicar com o consumidor”, destacou Meg.

O primeiro dia do International Fish Congress fechou com a palestra internacional Aquicultura na Ásia, um overview da produção, mercado e competitividade da região que concentra a maior produção aquícola do mundo. Direto da Malásia, Henry Wong, diretor comercial para aquicultura na Alltech Àsia apresentou um panorama da aquicultura no continente. “A aquicultura tem um grande potencial de liderar a segurança alimentar em nosso planeta”, afirmou.

3° International Fish Congress - Todos os Direitos Reservados © 2021
Desenvolvido por: BRSIS